Notícias »

Atualizado em 17-08-2018 às 11:22:06

Município adere ao Projeto Reeducar do Ministério Público

 


Promotoras de Justiça de Cornélio Procópio, Thayná Regina Navarros Cosme e Viviane Moraes Ribeiro Gerelus apresentaram o projeto ao prefeito Amin Hannouche

O município de Cornélio Procópio, através da Secretaria da Mulher aderiu recentemente ao projeto “Grupo Reeducar”, idealizado pelo Ministério Público em parceria com a Defensoria Pública. Recentemente o prefeito Amin Hannouche recebeu as Promotoras de Justiça Thayná Regina Navarros Cosme e Viviane Moraes Ribeiro Gerelus e confirmou a participação do município no programa. O Projeto Reeducar visa constituir grupos de homens em processos judiciais, envolvidos em contextos de violência doméstica ou familiar contra a mulher, a fim de sensibilizá-los quanto ao reconhecimento, responsabilização e reflexão, pelo desenvolvimento de atividades como palestras, oficinas e rodas de conversa. Estes temas serão discutidos em encontros, com a equipe multidisciplinar do projeto, em parceria com outras instituições e órgãos. Com o apoio do Poder Judiciário, Conselho da Comunidade, CRAS, CREAS e Secretaria Municipal da Mulher, o Grupo Reeducar deverá abordar diversos temas, como afetividade conjugal, saúde do homem, a importância do diálogo na relação conjugal e familiar, respeito e tolerância, usos e efeitos de substâncias psicoativas, entre outros. O prefeito Amin Hannouche informou que todas as servidoras do CRAS e CREAS terão seus horários flexibilizados para poder participar dos encontros. “Este programa é importante e relevante. É uma fórmula de os participantes entenderem que a violência contra a mulher não pode ser vista como algo natural, mas como resultado de uma cultura machista, e que é necessária uma mudança de consciência a atitudes”, disse o prefeito Amin Hannouche. Para a promotoria de Justiça, o Projeto Reeducar é uma iniciativa importante por trabalhar também com o restabelecimento dos laços familiares. Outro objetivo é desconstruir algumas concepções, com a finalidade de fazer com que as pessoas reflitam sobre o contexto e sobre como o homem tem conduzido sua relação com a parceira, de modo que ele mude práticas e ações que não são saudáveis.

FONTE: Comunicação/Prefeitura



Envie seu comentário »

Copyright © 2012 Agita Cornélio (43) 9959-9951 / 9978-9817 - Direitos Reservados. - Desenvolvido por: AbusarWEB
Online: